História
Home Como Chegar História Restaurantes Vídeo Igrejas Monumentos Carnaval Semana Santa Onde ficar Agenda Anual Arte  e artesanato Informações uteis Ecoturismo
Confira aqui a agenda noturna na cidade e região

História de São João del Rei

    São João del Rei foi fundada em fins do século XVII por taubateanos liderados por Tomé Portes del Rei que por isso é considerado seu fundador.

    Em 1709 a cobiça pelo ouro gera discórdia entre portugueses e paulistas dando causa à Guerra dos Emboabas acontecendo o triste episódio do “Capão da Traição” quando os paulistas foram emboscados e chacinados pelos portugueses.Em 08 de dezembro de 1713 o arraial alcançou foros de vila com o nome deSão João del Rei,homenagem a D. João V e também passa a ser sede da Comarca do Rio das Mortes.

     O ouro a pecuária e a agricultura foram os fatores de desenvolvimento e progresso da vila e aos 6 de março de 1838 é elevada à categoria de cidade.São João del Rei participou sempre das decisões mineiras e nacionais. Em 1833 na Sedição Militar de Ouro Preto: em 1842 na Revolução Liberal, e sendo sede do 11°BI - Batalhão Tiradentes, participou  das revoluções de 1930 e 1964. Combateu na Itália triunfando em Montese e Castelnuovo. Aqui nasceram os grandes heróis nacionais:

 Joaquim José da Silva Xavier

 (o Tiradentes ­Proto Mártir da Independência e Patrono Cívico da Nação Brasileira);

Bárbara Heliodora Guilhermina da Silveira

(a heroína da Inconfidência).

Na atualidade o sanjoanense

 Ex. Presidente Dr. Tancredo de Almeida Neves

 (instaura a nova república e conduz o Brasil novamente à Democracia).

 

Monumentos    

    
  E
m São João del Rei
encontram-se exemplares de arquitetura colonial mineira. O paço Municipal (Prefeitura), Casa do Barão de Itambé, os solares do Barão de São João del Rei da Baronesa de Itaverava, dos Lustosas, dos Neves o casario da rua Santo Antônio e muitos outros. O solar de João Antônio da Silva Mourão onde está instalado o museu do SPHAN é um dos mais belos prédios da cidade. Há o pelourinho (lembrança da férrea Justiça colonial) o Chafariz da Legalidade, as pontes da Cadeia e do Rosário o monumento ao Cristo Redentor no alto da Bela Vista donde se descortina a visão geral da cidade e outros. 

 

Templos    

    
  A
lém dos 5 passos da Via Sacra há em São João del Rei as seguintes igrejas e capelas: Catedral-Basílica do Pilar ( 1721 ) - Rosário ( 1720) - Carmo (1733) - Mercês e Bonfim (1769) - São Francisco de Assis ( 1774) - Senhor dos Montes  Santo Antônio e N. Sra. da Piedade do Bom Despacho (antiga capela da Cadeia além das que foram construídas neste século.

O estilo da maioria destas igrejas obedeceu àquele que se denomina "barroco mineiro" onde salienta-se a opulência dos altares dourados e a profusão de detalhes arquitetônicos e ornamentais. Notabitizaram-se nestas construções grandes artífices como: Manoel Rodrigues Coelho, Francisco de Lima Cerqueira, Luiz Pinheiro de Souza, Joaquim de Assis Pereira e Aniceto de Souza Lopes.

     

Sinos    

    
  O
s sinos de São João del Rei com seus toques e dobres têm mantido uma linguagem peculiar ainda conhecida de muitos sanjoanenses. Sabe-se, por exemplo, pelo repique, dobre ou toques onde será realizada a solenidade; se haverá procissão; hora da missa e quem será o celebrante e muitas outras informações.Nos dobres fúnebres fica-se sabendo se a pessoa falecida era homem ou mulher e até mesmo o horário do funeral.

 

Artes    

    
  E
ntre as artes, a Música é o pendor maior dos sanjoanenses, sendo justo os cognomes de "Terra da Música" e "Terra onde os sinos falam" dados a São João del Rei desde o século XIX. Existem aqui, duas corporações musicais mais que centenárias: as orquestras Lira Sanjoanense e Ribeiro Bastos, responsáveis pela grande tradição da música sacra nas igrejas são-joanenses, ainda hoje em pleno vigor. Existem ainda, a Sociedade de Concertos Sinfônicos e o Conservatório Estadual de Música "Pe. José Maria Xavier". Entre os compositores sanjoanenses, os mais notáveis foram o Pe. José Maria Xavier, Martiniano Ribeiro Bastos, Luiz Baptista Lopes, Presciliano Silva e João Feliciano de Souza.
    Cidade culta, São João del Rei sempre foi famosa pelos seus educandários e inúmeros sanjoanenses, por seu notório saber, ocuparam cargos de relevância política e administrativa no Império e na República. Reafirmando a cultura sanjoanense, são ativos o Instituto Histórico e Geográfico e a Academia de Letras de São João del Rei. Recentemente foram federalizadas as instituições de Ensino Superior sanjoanenses congregados pela Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ) , funcionando os cursos de Psicologia, Pedagogia, Filosofia, Ciências, Letras, Ciências Econômicas, Administração, Engenharia Ind. Elétrica e Engenharia lnd. Mecânica.

                                            Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ)   www.ufsj.edu.br  

Artesanato    

    Em São João del Rei, o artesanato mobiliza pessoas das mais variadas classes, tendências e estilos

 

 

 

         |Inicial| 
|Como Chegar|Vídeos|Igrejas|Semana Santa|Carnaval|Monumentos|Onde ficar|Restaurantes|Informações ao turista|História|Agenda Anual|Ecoturismo|
Nossa Gente|

São João del Rei  Site   2001-2004  Copyright© Todos os direitos reservados